Últimas Notícias

Post Top Ad

Veja as últimas notícias:

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

#Lendas - A Lenda do Espírito das Sapoteiras

14/12/2015, segunda-feira

Arte: Blog Bocas e Notícias

No bairro da Comara morava um senhor que gostava muito de jogar baralho com seus irmãos que moravam no Marco de tabatinga. Quando retornava, passava sempre pelo mesmo caminho, e alguma coisa mexia com ele.

Cerca noite esqueceu-se da hora. Por volta da meia-noite, resolveu voltar para casa. Quando ia passando pelo Beruri, antigo nome do igarapé do brilhante, percebeu que alguém o seguia. Olhando para trás não via ninguém, mas tinha intuição de que alguém se escondia por detrás do buritizeiro. Não podia enxergar com clareza, pois havia muitas sapoteiras que escureciam o caminho.

De repente, um sujeito atravessou bem na sua frente. Ele desviou e tentou passar por outro caminho, mas a perseguição continuou. Então falou:

-Ei cara, o que tu "qué"? Tu "tá" procurando briga?

O sujeito não respondeu. Diante disso, armou-se de coragem e disse: "Então, lá vai". Deu um murro, e começaram a travar uma briga.

Muito assustado e sem condições de chegar em casa, voltou para a residência de seus irmãos que ainda encontrou jogando. Contou-lhes o que tinha acontecido pelo caminho e por que tinha voltado.

Muito assustado e sem condições de chegar em casa, voltou para a residência de seus irmãos que ainda encontrou jogando. Contou-lhes o que tinha acontecido pelo caminho e por que tinha voltado.

Os irmãos aconselharam-no a esperar o amanhecer para retornar. No dia seguinte pela manhã, mesmo sentindo fortes dores no corpo, seguiu para casa.

Esse fato espalhou-se pela redondeza, de tal modo que por muito tempo ninguém se atrevia a andar à noite pelos caminhos que levavam ao antigo Sapotal.

Texto retirado do livro Tabatinga e Suas Lendas, de Maria Auxiliadora Coelho Pinto e Cleuter Tenazor Tananta, publicado em 2011.

Seja o primeiro a comentar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot