Últimas Notícias

PROPAGANDA

PROPAGANDA

#Amazonas - David Almeida deixa UEA quebrar e reitor anuncia fechamento até dezembro

10/07/2017, segunda-feira

Foto: de Amazônia (Segundo reitor Cleinaldo Costa cobrou pagamento dos professores)

Governador teria destinado recursos da repatriação que seria para a universidade, policiais militares e PGE para emendas de deputados que o apoiam.

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM - A Universidade do Estado do Amazonas (UEA), enfrenta a pior crise da história desde a sua fundação, em 2001. Nesta sexta-feira (07/07), o reitor da instituição, Cleinaldo Costa, traçou um cenário desolador.  Pelo andar da carruagem a universidade pode fechar, ou seja, segundo ele, não poderá resistir até o final de dezembro. "Estamos em inanição financeira", afirmou o reitor, na audiência pública do Conselho Nacional de Educação sobre a Base Nacional Comum Curricular, realizada, em Manaus. O governador interino David Almeida (PSD) quebrou as finanças do Estado, não consegue manter a universidade e não paga os professores. A UEA tem mais 27 mil alunos matriculados, em Manaus e no interior do Estado.

Cleinaldo disse que a UEA não terá condições de fechar o ano com as contas de energia, segurança e manutenções em geral em dia. O Portal DeAMAZÔNIA  apurou que os recursos, do primeiro repasse do programa de repatriação do governo Federal, da ordem de R$ 138 milhões que o governo do Amazonas recebeu teriam sido desviados pelo governador David Almeida, para emendas parlamentares de deputados estaduais, que o apoiam em uma eventual eleição indireta para o governo. É o que chamamos de desvio de finalidade. 

Segundo, o reitor desde 2016, que a universidade vinha sofrendo baixa com o repasse de recursos, mas a coisa agora complicou.O governador José Melo havia prometido pagar os policiais, professores da UEA, e Procuradoria Geral do Estado  com o dinheiro da repatriação. Mas, sobre a repatriação David Almeida se calou.

PROFESSORES

Sem orçamento e com o caixa zerado, a UEA também perdeu a oferta de vagas para novos alunos, e os professores além de não terem reajuste de salários ( Plano de Cargos e Salários) também não viram a cor das promoções da data base 2015/2016/2017.

O reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Cleinaldo Costa, enviou vários ofícios ao chefe da Casa Civil do Governo, José Alves Pacifico relatando o drama da instituição e cobrando o pagamento dos professores.  


Seja o primeiro a comentar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...