Últimas Notícias

PROPAGANDA

PROPAGANDA

#Tabatinga-AM - Colombiano chefe de organização criminosa é preso no interior do AM

15/02/2017, quarta-feira

Foto: Divulgação/PM (O suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia do município de Tabatinga)

Homem era dono de drogas apreendidas no dia em que delegado sumiu.
Thyago Garcez desapareceu em dezembro durante operação em Coari.

Do G1 AM

Um colombiano suspeito de chefiar uma organização criminosa foi preso, nesta terça-feira (14/02), em Tabatinga, a 1.108 km de Manaus. Segundo a Polícia Civil, ele era o dono dos 600 quilos de drogas apreendidos em Coari no dia 5 de dezembro de 2016, durante a operação que resultou no desaparecimento do delegado Thyago Garcez.

O suspeito tinha envolvimento no crime de tráfico e associação criminosa na região de fronteira entre a Colômbia e o Brasil. Segundo o delegado de Coari, Mauro Duarte, o suspeito foi identificado após as apreensões durante as investigações sobre o caso.

O delegado informou que pediu a prisão preventiva do suspeito em 20 de dezembro de 2016. O mandado foi cumprido por volta de 10h. "Ele foi abordado quando estava a caminho da Colômbia. Ele não reagiu", disse o delegado.

O suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia do município de Tabatinga para os procedimentos cabíveis.

Entenda o caso

O delegado da Polícia Civil do Amazonas Thyago Garcez está desaparecido desde o início da noite do dia 5 de dezembro. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) repassadas à época, Garcez caiu no Rio Solimões durante troca de tiros com traficantes, nas proximidades do município de Coari, a 363 km de Manaus.

Durante a operação a polícia apreendeu 600 kg de entorpecentes dentro de uma lancha. No dia seguinte, a Polícia encontrou um fuzil usado durante a operação e o colete balístico de Garcez.

No dia 11 de dezembro, durante as buscas pelo delegado, dois homens, que tinham envolvimento com as drogas apreendidas durante a operação, foram mortos em uma troca de tiros com policiais em Coari.

Três inquéritos foram instaurados pela Polícia Civil para apurar o caso. As corregedorias das polícias civil e militar também devem instaurar inquéritos para verificar as ações.

O primeiro inquérito apura o tráfico internacional de drogas. O segundo apura a conduta dos policiais e o terceiro apura as buscas e o sumiço de Thyago, para esclarecer se o delegado sumiu em virtude da ação dos suspeitos ou se afogou.

Fonte: G1

Seja o primeiro a comentar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...